Prefeito de Mariana pede mais atenção do poder público a Brumadinho: ‘Nós não tivemos apoio’ ~ JV NOTICIAS

ATENÇÃO

ESTAMOS ARRUMANDO O SITE EM BREVE ESTARA NORMAL

Prefeito de Mariana pede mais atenção do poder público a Brumadinho: ‘Nós não tivemos apoio’


magem de arquivo de 2015 do rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Samarco em Mariana
Em novembro de 2015, o rompimento de uma barragem da mineradora Samarco em Mariana, Minas Gerais, causou um dos maiores desastres ambientais da nossa história. E a tragédia não se limitou àquele dia: nas semanas, meses e anos seguintes, a cidade passou por sérios problemas em seu orçamento e não conseguiu recuperar a qualidade de vida das comunidades afetadas. Esse é o principal alerta que Duarte Junior, prefeito de Mariana, faz às autoridades em relação a Brumadinho, município que foi alvo de mais um mar de lamanesta sexta (25).
“Eu posso afirmar com toda a convicção que esse é o primeiro tempo de uma grande tragédia e que vão aparecer ainda outras possibilidades de tragédia. Se o poder público não estiver próximo do governo municipal, a tendência é piorar. Nesse primeiro momento, claro, atenção total às vítimas. Mas, no segundo, a receita vai cair, vai ter que ter atenção à saúde, pagamento de servidores, transporte… A tendência é que Brumadinho passe por um momento difícil. Tem que contar com apoio dos governos federal e estadual. Em Mariana isso não aconteceu. Eles estiveram presentes, prometeram muita coisa, mas perdemos muito em receita e não tivemos apoio posterior”, denunciou.
Na ocasião, a então presidente Dilma Rousseff (PT) foi criticada até mesmo pela demora em visitar a região atingida. Ela levou cerca de uma semana para sobrevoar a área afetada com a então ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e conversar com as autoridades locais.Duarte conversou com a reportagem da Jovem Pan neste sábado (26) em Brumadinho, onde fez questão de ir, segundo suas palavras, para “prestar solidariedade”.
“A gente veio trazer uma demonstração de respeito, carinho com a cidade. Por tudo que Mariana passou, a gente precisa estar presente. A gente viveu algo muito parecido. Mariana teve um dano maior ambiental, aqui tem um prejuízo maior. A população está machucada. O número de vítimas aumenta, isso é muito triste. As pessoas procuram resposta, elas não chegam. Há a possibilidade de estarmos vivendo a maior tragédia do Brasil em perda de vidas”, completou.
FONTE:https://jovempan.uol.com.br
Share:

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Capacete criado no CE pode reduzir internações em UTI por Covid-19 em até 60% Equipamento batizado de Elmo foi desenvolvido por força-tarefa público-privada no estado; recentemente, profissionais do Amazonas foram treinados para usá-lo

   Elmo, mecanismo de respiração artificial não invasivo, pode reduzir em 60% a necessidade de internação em UTI, de acordo com testes Foto:...

Redação: O site JVHOPENOTICIAS é um veículo comunicação independente com notícias do Brasil e do Mundo. Nossa missão é levar ao público a verdade dos fatos, sempre com informações de fontes seguras e confiáveis para você formar sua própria opinião.

Comentarios

SIGA-ME

SIGA-ME
SEJA UM SEGUIDOR

Seguidores

FISIHOLISTICO