Atenção

* O SITE JV HOPE NOTICIAS- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião do JV HOPE NOTICIAS

quinta-feira, 13 de junho de 2019

CNJ arquiva pedido para investigar Moro no caso das mensagens sobre a Lava Jato Na decisão, corregedor do órgão ponderou que o atual ministro da Justiça não é mais juiz e, por isso, não pode ser alvo do CNJ. Pedido de investigação havia sido apresentado pelo PDT.

O ministro da justiça Sérgio Moro durante evento do 154º aniversário da batalha naval do Riachuelo na sede da Marinha, em Brasília — Foto: Adriano Machado/Reuters
O ministro da justiça Sérgio Moro durante evento do 154º aniversário da batalha naval do Riachuelo na sede da Marinha, em Brasília — Foto: Adriano Machado/Reuters
O corregedor do Conselho Nacional de Justiça, Humberto Martins, determinou nesta terça-feira (11) o arquivamento de um pedido para investigar a conduta do ministro da Justiça, Sérgio Moro, em supostas mensagens trocadas com o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná, o procurador da República Deltan Dallagnol. Cabe ao CNJ decidir questões sobre a conduta dos magistrados de todo o país, com exceção dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).
No último domingo (9), o site The Intercept publicou uma série de reportagens que revela o conteúdo de mensagens extraídas de um aplicativo na época em que Moro ainda era juiz federal e julgava os processos da Lava Jato no Paraná. Segundo uma das reportagens, o atual ministro da Justiça orientou ações dos procuradores da República que atuavam na força-tarefa e cobrou de Dallagnol novas operações.
Humberto Martins rejeitou o pedido de investigação apresentado pelo PDT com a justificativa de que Moro não pode mais ser alvo de um procedimento do CNJ em razão de ter abandonado a carreira de magistrado.
O PDT alegou "conduta suspeita" do atual ministro da Justiça no pedido para que o CNJ investigasse a conduta de Moro nas mensagens de texto divulgadas pelo The Intercept.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comentarios

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JV noticias. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JV noticias poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. . Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados

Atenção: Violência sexual contra criança e adolescente é crime!

Atenção: Violência sexual contra criança e adolescente é crime!
Ligue para o número 100, do Disque Denúncia Nacional
Copyright © JV NOTICIAS | Suporte: Mais Template