Atenção

* O SITE JV HOPE NOTICIAS- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião do JV HOPE NOTICIAS

quarta-feira, 12 de junho de 2019

"Maior partido do Centrão vira réu na Lava Jato por organização criminosa

Edifício-sede do Supremo Tribunal Federal, em Brasília
"Quatro parlamentares do PP vão responder a ação penal no STF com base em denúncia da Lava Jato.| Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF
A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou, nesta terça-feira (11), a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o chamado ‘quadrilhão do PP’ no âmbito da Operação Lava Jato. O PP é o maior partido do bloco informal do Congresso conhecido como Centrão. O julgamento continua em andamento.

O colegiado transformou em réus quatro parlamentares da legenda pelo crime de organização criminosa. São eles, o líder da Maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), os deputados Arthur Lira (PP-AL) e Eduardo da Fonte (PP-PE), e o senador Ciro Nogueira (PP-PI), presidente nacional do partido."
"Votaram pela abertura da ação penal os ministros Edson Fachin, Carmen Lúcia e Celso de Mello. Votou contra os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, presidente da Segunda Turma.

O caso do ‘quadrilhão do PP’ chegou ao Supremo em março de 2015. Em setembro de 2017, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou a denúncia contra os parlamentares."
"Eles são acusados, segundo a PGR, de arrecadar propina junto a diversos órgãos da administração pública, como Petrobras, Caixa Econômica Federal e Ministério das Cidades e de cometer uma "miríade de delitos". De acordo com a denúncia aceita nesta terça, a organização criminosa teria sido concretamente estruturada após a eleição, em 2002, do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso e condenado na Lava Jato."
Leia mais em: "Pesam contra os parlamentares diversas suspeitas. Arthur Lira é acusado de receber vantagens indevidas por meio de doações eleitorais oficiais, em um total de R$ 2,6 milhões. De acordo com a denúncia, Ciro Nogueira solicitou e recebeu da empreiteira UTC Engenharia um total de R$ 1,875 milhão.

Contra Aguinaldo Ribeiro a acusação é a de "ordenar a captação e o repasse da propina" decorrente de contratos relacionados à diretoria de abastecimento da Petrobras, em um esquema que também teria beneficiado Eduardo da Fonte."
"O que dizem as defesas
Os parlamentares negam as acusações. A defesa de Aguinaldo Ribeiro disse ao Supremo que há uma tentativa de "criminalizar o ato político e o partido político". Para os advogados de Arthur de Lira, a denúncia é "lastreada em declarações prestadas por colaboradores, as quais, de modo solitário, não são suficientes para conferir validade às proposições acusatórias". Já Ciro Nogueira diz que a acusação não traça "quaisquer dados, provas, elementos idôneos específicos". A defesa de Eduardo da Fonte sustenta que a acusação é "manifestamente abusiva"."
FONTE:https://www.gazetadopovo.com.br/
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comentarios

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JV noticias. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JV noticias poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. . Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados

Atenção: Violência sexual contra criança e adolescente é crime!

Atenção: Violência sexual contra criança e adolescente é crime!
Ligue para o número 100, do Disque Denúncia Nacional
Copyright © JV NOTICIAS | Suporte: Mais Template