Mais de 30 cientistas assinam carta para Mandetta em defesa da hidroxicloroquinaO texto faz uma defesa do uso racional da cloroquina, apontando que as vantagens superam os riscos, deixando evidente que o ministro Mandetta está "equivocado" ~ JV NOTICIAS

ATENÇÃO

ESTAMOS ARRUMANDO O SITE EM BREVE ESTARA NORMAL

Mais de 30 cientistas assinam carta para Mandetta em defesa da hidroxicloroquinaO texto faz uma defesa do uso racional da cloroquina, apontando que as vantagens superam os riscos, deixando evidente que o ministro Mandetta está "equivocado"

Cientistas brasileiros defendem o uso da cloroquina em carta aberta ao ministro Henrique Mandetta. Reprodução: Google/montagem
Cientistas brasileiros defendem o uso da cloroquina em carta aberta ao ministro Henrique Mandetta. Reprodução: Google/montagem
Acaba de ser divulgada uma carta aberta dirigida ao ministro da Saúde, Henrique Mandetta, assinada por mais de 30 cientistas do Brasil, sendo a maioria professores de universidades federais. Entre eles está o professor PhD. Marcos Eberlin, reconhecido mundialmente por suas contribuições à ciência.O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, desaconselha o uso da (hidroxi)cloroquina ou sua associação com azitromicina (HCQ + AZT) para doentes não-graves, e justifica sua decisão pela 'falta de consenso científico'", inicia o documento.
"'Ciência, ciência, ciência, seguimos a ciência!', proclama o Senhor Ministro, soando, para muitos, como culto e prudente. Porém, ele está equivocado!", completa o texto, escrito pelo próprio Eberlin.

"Sou um cientista, químico e bioquímico, e já atuei em várias áreas da medicina e de análises clínicas. Meu grupo desenvolveu um método inovador e rápido de diagnóstico de zika. Minha filha — Lívia Eberlin — desenvolveu uma caneta para diagnóstico seguro de câncer e, juntos, trabalhamos em um método rápido de diagnóstico para o coronavírus. São dados obtidos nesta semana, e, se tais dados forem confirmados, teremos algo muito inovador a oferecer pela ciência", continua o texto.
Marcos Eberlin, literalmente, usa toda a sua autoridade científica para se posicionar em favor do uso da cloroquina. Observe no trecho a seguir:
"Atuo em ciência há mais de 40 anos, coordenei um grupo de pesquisas com mais de 55 doutores e pós-doutores, já orientei mais de 200 deles, e publiquei mais de 1.000 artigos científicos com quase 25 mil citações. Desculpe a falta de modéstia, mas se ciência é a questão aqui, tenho que dizer que sou um dos cientistas brasileiros mais produtivos da ciência brasileira contemporânea", diz ele."Com a autoridade científica que meus feitos me outorgam, não tenho dúvidas em declarar que o Senhor Ministro da Saúde, Henrique Mandetta, equivoca-se tremendamente ao clamar por consenso científico nas atuais circunstâncias", completa.
O texto faz uma defesa do uso racional da cloroquina, apontando que as vantagens superam os riscos, deixando evidente que o ministro Mandetta está "equivocado" ao não recomendar o uso do medicamento logo no início do tratamento contra o coronavírus. 
A carta aberta ao ministro foi publicada em primeira mão pelo Brasil Sem Medo e pode ser lida na íntegra, assim como conferida às suas assinaturas, clicando aqui.
Share:

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Coppolla retornará à Jovem Pan após acordo com a CNN Brasil Na emissora de rádio, ele apresentará um boletim diário com seus comentários

   comentarista Caio Coppolla voltará a fazer comentários políticos na Jovem Pan. Ele fechou um acordo com a CNN Brasil e apresentará um bol...

Redação: O site JVHOPENOTICIAS é um veículo comunicação independente com notícias do Brasil e do Mundo. Nossa missão é levar ao público a verdade dos fatos, sempre com informações de fontes seguras e confiáveis para você formar sua própria opinião.

Comentarios

SIGA-ME

SIGA-ME
SEJA UM SEGUIDOR

Seguidores

FISIHOLISTICO