segunda-feira, 21 de setembro de 2020

“Enfrentamos a revolta dos que se apoderaram da Lei Rouanet” Em artigo, Mario Frias avalia os 100 dias à frente da Cultura do Brasil

 

Mario Frias comemora 100 dias à frente da Cultura Foto: Reprodução

Em artigo assinado na Folha, nesta segunda-feira (21), o atual secretário especial de Cultura, Mario Frias, comemorou os 100 dias à frente do setor no governo de Jair Bolsonaro. O ex-ator da Globo, que teve uma foto seminua publicada pelo jornal, enxerga essa jornada ao lado do presidente como algo “bastante animador e promissor para o muito que ainda iremos trilhar para tornar a cultura brasileira um direito de todos”.

– O grande desafio é enxugar a máquina federal da Cultura, melhorar todos os processos para dar maior agilidade, eficácia e não gastar com grandes estruturas físicas nem com projetos que beneficiam a poucos e não levam a arte ao povo. Estamos fazendo uma completa reestruturação, consertando a turbina do avião a bordo. Queremos, em resumo, uma Secretaria de Cultura ágil, leve e eficiente. Que atenda a todos, sem discriminação ou preconceito. As portas da secretaria estão abertas a todos que queiram, de fato, fazer arte, e não política.

Mario Frias criticou os opositores por suas “reações histriônicas e estéreis” e atacou o que ele chamou de “cultura exclusivista”. Ele afirmou que sua missão é “superar o preconceito e a relutância de alguns em aceitar uma nova política cultural para o país”.

– Estamos enfrentando a revolta daqueles que se apoderaram da Lei Rouanet, aquinhoando historicamente, e quase que exclusivamente, as verbas milionárias previstas pela legislação, que é para todos, e não para alguns poucos escolhidos a dedo. Por vezes, revelam preconceito e intolerância à mudança, além de desrespeito ao resultado das urnas. Contra essa postura preconceituosa, a Secretaria de Cultura apresenta resultados. Estamos em setembro e já entregamos R$ 1,7 bilhão dos R$ 3 bilhões previstos ao auxílio emergencial da Lei Aldir Blanc, destinados aos trabalhadores da cultura. Até agora, 575 municípios foram beneficiados, em 23 estados e no Distrito Federal.

Assim como na campanha que destacou o heroísmo do povo brasileiro, o secretário voltou a enaltecer a riqueza cultural do país. Ao final, Frias voltou a ressaltar a importância de se valorizar os símbolos da nação.

– O Brasil é riquíssimo do ponto de vista cultural. Não temos uma só cultura ou uma cultura predominante no eixo Rio-São Paulo. De norte a sul do país, de leste a oeste, convivemos com as mais diversas expressões culturais, seja na música, no teatro ou em outras manifestações artísticas. Ainda existem fortes dificuldades para que a maioria dos artistas tenha acesso aos incentivos legais. Mas um de nossos objetivos é o de agilizar os processos, reduzir a burocracia e permitir o acesso mais simples. O país precisa resgatar seus símbolos nacionais e enaltecer suas figuras anônimas, pouco conhecidas e menos ainda reconhecidas, mas que construíram esta nação com uma cultura rica, diversa e popular. Que vamos incentivar e preservar!

fonte:https://pleno.news/br

domingo, 20 de setembro de 2020

Coronavírus: Crivella muda o tom e agora diz que momento ‘é preocupante’ Com 85% dos leitos de UTI ocupados, prefeito pede parceria com governo federal e anuncia: não vai liberar mais "absolutamente nada" nos próximos dias



O clima de comemoração demonstrado pelo prefeito Marcelo Crivella e sua equipe nas últimas entrevistas coletivas mudou drasticamente nesta sexta (18). Os muitos “Graças a Deus” por conta de números que, dependendo do método de levantamento, mostravam queda na mortalidade pela Covid-19, foram substituídos por lamentos e armações pouco otimistas em relação ao cenário atual da pandemia no Rio. “Estamos numa fase muito delicada”, disse a secretária de Saúde, Beatriz Busch. Covid-19: pesquisa revela que 47,5% das pessoas temem viajar de avião O panorama preocupante, segundo Busch, tem ligação direta com o recente fechamento de muitos leitos de UTI – cerca de 100 deles foram desativados nos últimos quinze dias. A expectativa era que os números de casos e óbitos pela doença continuassem a cair. Isso não aconteceu e a ocupação desses leitos, exclusivos para pacientes de Covid-19 no município, agora passa de 85%. “Estamos andando de lado e isso não é bom”, disse o prefeito.
De acordo com Crivella, a prefeitura tenta rmar um convênio com o governo federal para reabrir 95 leitos no Hospital Ronaldo Gazzola, em Acari. “A curva não está caindo como esperávamos”, armou. Por conta desse “erro de cálculo”, o prefeito anunciou que não vai liberar mais “absolutamente nada” pelo menos até 1º de outubro, quando está prevista a última fase de exibilização das atividades no Rio. ‘Saí de casa rapidinho’: as desculpas de quem vai às ruas sem proteção O recado tinha endereço certo: administradores de salas de teatro e cinema da cidade, que pediram a liberação da venda de alimentos e bebidas em seus estabelecimentos – na última segunda (14), um decreto municipal autorizou a volta dessas atividades culturais, mas sem a comercialização de pipocas, balas e refrigerantes. “Os empresários alegaram que sem esse comércio o negócio deles ca inviável economicamente, mas constatamos que ainda não é a hora”, disse o superintendente da Vigilância Sanitária, Flávio Graça. + Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui O clima era até de certo mau humor em toda a equipe, e ao ser perguntado por um jornalista se teria uma previsão para a volta às aulas, Crivella foi lacônico: “Não, senhor”. E encerrou a entrevista. 
FONTE:https://vejario.abril.com.br/

sábado, 19 de setembro de 2020

Bretas bloqueia R$ 237 milhões de Cristiano Zanin

Bretas bloqueia R$ 237 milhões de Cristiano Zanin
O advogado Cristiano Zanin Martins (Rovena Rosa/Agência Brasil)

O juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato do Rio, determinou o bloqueio de até R$ 237,3 milhões em bens de Cristiano Zanin e de seu escritório de advocacia com Roberto Teixeira.

A medida foi determinada no início do mês no âmbito da Operação E$quema S, que investiga desvios de ao menos R$ 151 milhões da Fecomércio do Rio para bancas de advocacia que, segundo as investigações, vendiam a Orlando Diniz influência junto ao STJ e ao TCU.O objetivo é ressarcir não só a Fecomércio, mas também o Sesc e o Senac do Rio, que eram controlados por Diniz e de onde a maior parte dos recursos saiu, segundo as investigações da Lava Jato do Rio, no Ministério Público Federal.O valor cobrado de Zanin servirá, conforme a decisão de Bretas, não só para reparar os cofres das entidades, mas também como indenização por danos morais, em caso de condenação.

“Nada mais coerente que designar o montante da reparação tomando por base os valores, em tese, recebidos por cada advogado (escritório) nas supostas contratações irregulares efetivas pela Fecomércio, bem como aqueles repassados indevidamente a sujeitos responsáveis, em tese, por influenciar em julgamentos no STJ e TCU”, escreveu Bretas na decisão, cujo sigilo foi retirado hoje.

O juiz também mandou bloquear mais R$ 546,8 milhões de outros 22 advogados que também teriam se beneficiado do esquema. Depois de Zanin, o maior valor bloqueado é de Eduardo Martins, filho do presidente do STJ, Humberto Martins: R$ 171,3 milhões.

Adriana Ancelmo, mulher de Sérgio Cabral, teve R$ 70,8 milhões bloqueados.

Abaixo, a lista dos valores bloqueados de cada advogado, de suas empresas e bancas de advocacia (leia aqui a íntegra da decisão):

 

Leia mais: STJ: os ministros e seus familiares abastados que advogam na corte
fonte:https://www.oantagonista.com/

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Dudu Braga, filho de Roberto Carlos, fala de novo câncer: "Meu pai ficou arrasado" Produtor musical já havia vencido batalha contra a doença outras duas vezes

 




O produtor musical Dudu Braga, de 51 anos de idade, filho do 'rei' Roberto Carlos, de 79, que comemorou o fim de sua segunda luta contra o câncer em dezembro do ano passado, revelou que começou uma terceira batalha contra a doença.

No último dia 11, Dudu foi diagnosticado com três pequenos tumores no peritônio, membrana que recobre a parede abdominal, e iniciou a quimioterapia no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

"Meu pai ficou arrasado. Eu também, na verdade", disse ele, que fez uma live no Instagram ao lado da mulher, Valeska Braga. O casal tem uma filha, Laura, que foi batizada com o mesmo nome da bisavó, mãe de Roberto Carlos.

fonte:https://revistaquem.globo.com/

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

O HERÓI DO BRASIL: Luciano Hang vai tentar fechar o STF com apoio de instituições internacionais ( Vídeo)


Ontem noticiamos que o empresário Luciano Hang, tem os melhores advogados do mundo e está preparando uma denúncia contra o STF em instituições internacionais.


No entanto, vamos ver se isso realmente pode acontecer, até porque se acontecer Hang será um herói brasileiro. Nesse momentos são milhões de brasileiros pedindo o fechamento a Suprema Corte mais maléfica do mundo. Sim se trata do STF.
O STF vem apreendendo computadores e celulares de pessoas que apoia o presidente, e com Hang, não foi diferente, o empresario teve se celular e computadores apreendidos covardemente sem um único direito de defesa, assim o STF retira o direito de defesa do grande empresário brasileiro.


O STF MEXEU COM QUEM ESTAVA QUIETO E A AGORA A COBRA VAI FUMAR.

Em um carta aberta o empresário deixa bem claro que sua defesa está preparando um inquérito para tentar sentenciar o STF a nível internacional, Isso levaria o STF ao seu ponto mais caótico já visto na situação onde os brasileiros já estão pedindo o fechado do mesmo.

SSO É LEGAL, E PODE ACONTECER! - MENDES DISSE QUE É LEGAL!

Porém, em entrevista à Globo News, no domingo à noite, o ministro Gilmar Mendes afirmou que a Suprema Corte entende que a investigação está respaldada em lei.


Só que eles não sabem que a força do povo é majoritária nesse assunto, então pode acontecer um possível desconhecimento do STF por parte e algum país. Dessa forma o sonho de derrubar os apoiadores de Bolsonaro vão ser queimados com o mesmo fogo que eles queimam o sonho de milhões de brasileiros. 
Se os outros países desconhecerem o STF como a real Suprema Corte, aí o presidente tem que escolher entre outros países ou os capas pretas que lá estão para usurpar a população. 


Mas, e aí, quem Bolsonaro vai escolher? Essa resposta todos já sabem!


ASSISTA O VÍDEO COMPLETO DA REPORTAGEM: 

FONTE:https://www.jornal316.com.br/

STJ determina afastamento de Witzel do cargo Órgão também expediu mandados contra o presidente do PSC, Pastor Everaldo, e o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico Lucas Tristão

Witzel será afastado do cargo
A medida tem validade de 180 dias. O STJ também expediu mandados de prisão contra o presidente do PSC, Pastor Everaldo, e contra o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico Lucas Tristão.Os advogados de Witzel enviaram nota sobre a determinação do STJ: "A defesa do governador Wilson Witzel recebe com grande surpresa a decisão, tomada de forma monocrática e com tamanha gravidade. Os advogados aguardam o acesso ao conteúdo da decisão para tomar as medidas cabíveis".
A PF (Polícia Federal) faz a operação Tris in Idem na manhã desta sexta, desdobramento da Placebo, que investiga corrupção em contratos públicos do Executivo do Rio de Janeiro. 
Além de Witzel, o vice-governador do estado, Cláudio Costa (PSC) e o presidente da Assembleia Legislativa do estado, André Ceciliano (PT), são alvos da operação.  As autoridades cumprem 17 mandados de prisão, sendo seis preventivas e 11 temporárias, e 72 de busca e apreensão. Além dessas medidas, em outro inquérito, o também  ministro do STJ Jorge Mussi autorizou o cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão no estado do Piauí, objetivando coletar provas sobre suposto esquema de nomeação de funcionários fantasmas no governo fluminense para desvio de dinheiro público.
Os mandados estão sendo cumpridos no Palácio Laranjeiras, no Palácio Guanabara, na residência do vice-governador, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, além de outros endereços nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Alagoas, Sergipe, Minas Gerais e no Distrito Federal. Também está sendo alvo de busca e apreensão um endereço no Uruguai, local onde estaria um dos investigados cuja prisão preventiva foi decretada.
O R7 entrou em contato com o governo do Rio e aguarda um posicionamento sobre o afastamento de Witzel. 

Denunciado pela PGR

undefined
A PGR (Procuradoria-Geral da República) ofereceu uma denúncia nesta sexta contra Witzel, sua mulher, Lucas Tristão, Mário Peixoto, Alessandro Duarte, Cassiano Luiz, Juan Elias Neves de Paula, João Marcos Borges Mattos e Gothardo Lopes Netto.
De acordo com o MPF (Ministério Público Federal), os alvos do processo são "pagamentos efetuados por empresas ligadas ao empresário Mário Peixoto ao escritório de advocacia de Helena Witzel. Também é objeto da denúncia pagamentos feitos por empresa da família de Gothardo Lopes Netto ao escritório da primeira-dama". 
Segundo a acusação, a contratação do escritório de advocacia consistiu em artifício para permitir a transferência indireta de valores de Mário Peixoto e Gothardo Lopes Netto para Wilson Witzel.

Operação anterior

Em maio deste ano, Witzel foi alvo na operação Placebo, que investigava irregularidade na saúde durante a pandemia de coronavírus. 
O governador do Rio de Janeiro e a mulher dele, Helena Witzel, estão no centro das investigações de corrupção no combate à covid-19, que resultou em contratos de mais de R$ 2 bilhões de empresas e organizações sociais, principalmente, ligadas ao empresário Mário Peixoto, preso na operação Favorito em 14 de maio.

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

‘Família do pastor acredita que Flordelis foi mandante do crime’, diz advogado

Anderson e Flordelis: família do pastor acredita no envolvimento de deputada
 A mãe e a irmã do pastor Anderson do Carmo, assassinado a tiros em junho deste ano, entraram com um pedido na 3ª Vara Criminal de Niterói pedindo para virarem assistentes de acusação no processo no qual dois filhos da deputada federal Flordelis dos Santos são réus pelo crime. A solicitação foi feita no último dia 19, mas ainda não houve decisão judicial. O Ministério Público estadual deu um parecer na última segunda-feira afirmando que não se opõe à solicitação.
O advogado de Maria Edna do Carmo, mãe do pastor, e Michele do Carmo, irmã, afirma que a família acredita no envolvimento de Flordelis no crime e quer colaborar com o processo. De acordo com Angelo Máximo, os familiares de também pretendem se habilitar como assistentes de acusação após a finalização do segundo inquérito do caso, no qual a deputada federal está sendo investigada.
- A família não teve oportunidade de colaborar com a investigação da Polícia Civil, então quer colaborar com a instrução criminal (do processo). Aguardamos também a conclusão desse segundo inquérito para novamente pedirmos para atuar como assistentes de acusação. A família acredita que Flordelis foi mandante do crime, conforme depoimentos prestados pelos próprios filhos dela, e que será indiciada afirma o advogado.
Ao menos quatro filhos de Flordelis prestaram depoimentos nos quais afirmaram acreditar na participação da deputada federal no crime. Um deles, Wagner Andrade Pimenta, conhecido como Misael, disse que a mãe foi a “mentora intelectual” do assassinato. Há ainda relatos dos filhos acusando Flordelis de tentar envenenar Anderson. Em seu depoimento à polícia, a mãe do pastor, Maria Edna, também disse que Flordelis está envolvida no crime.
O assistente de acusação atua, por meio de seu advogado, auxiliando o MP no processo criminal. Entre as ações possíveis está o pedido de proução de provas, solicitar realização de perícia e elaborar perguntas para serem feitas às testemunhas.
Dois filhos de Flordelis - Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cezar dos Santos de Souza - são acusados da morte de Anderson. Em seu depoimento, Edna afirmou que acredita não só na participação de Flordelis, mas também de Flávio, Simone (filha da deputada) e de Lorraine (filha de Simone) na morte de Anderson. De acordo com o relato, um dos filhos de Flordelis contou a Edna que a pastora determinava que remédios fossem colocados na comida de Anderson e havia reuniões na casa da família para sondar como o pastor poderia ser morto, já que o medicamento não estava fazendo o efeito esperado.
Na entrevista concedida por Flordelis à imprensa no dia 25 de junho, a deputada federal foi questionada sobre o fato de Maria Edna ter contratado um advogado para acompanhar as investigações da morte de Anderson, o que ocorreu poucos dias após o crime. Na ocasião, ela alegou desconhecer o fato e afirmou que mantinha um bom relacionamento com a sogra.
- Eu e minha sogra temos uma afinidade muito grande. Não acredito que minha sofra tomaria essa atitude sem falar nada comigo - afirmou.
Em entrevista ao EXTRA no dia 21 de julho, Maria Edna afirmou que não foi procurada por Flordelis após o crime.
- Estou magoada e muito chateada. Ajudei demais essa mulher (Flordelis) quando ainda vivíamos no Jacarezinho. Agora, ela não me ofereceu ajuda nenhuma. Não se preocupou comigo. Acabaram com a minha vida, tiraram meu filho de mim. Foi um baque muito forte. Meu coração está partido. Quero Justiça - afirmou ela à época.
Sobre o caso, a assessoria da deputada Flordelis enviou a seguinte nota: "A deputada está cansada desse comportamento oportunista de gente que usa a dor dela para se autopromover. Ao final, quando restar provada a inocência dela, essas pessoas serão chamadas a responder pelas opiniões e acusações".
O pastor Anderson do Carmo foi morto a tiros na madrugada do dia 16 de junho, dentro da casa da família, em Pendotiba, Niterói. Dois meses após o crime, a DH de Niterói concluiu a primeira fase das investigações e indiciou dois filhos de Flordelis - Flávio dos Santos e Lucas Cézar dos Santos - pelo crime. A delegacia abriu outra investigação para continuar apurando o envolvimento de outras pessoas no crime, entre elas Flordelis.
Edna ao lado do filho, o pastor Anderson do Carmo

FONTE:https://extra.globo.com/

quinta-feira, 20 de agosto de 2020

ESCANCAROU: MINISTRO DO STF DIZ QUE CORTE É USADA POR PARTIDOS DE ESQUERDA PARA BATER EM BOLSONARO

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, eafirmou que a Suprema Corte tem sido usada por partidos de oposição ao Governo Bolsonaro para intervir no trabalho feito pelo presidente.
O caso recente de discordância nas ações de acessos de dados da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), é, conforme dito por Marco Aurélio, uma das provas de que a Corte está atuando sob influências políticas.
“Como já disse em sessão do caso Abin, o Supremo está sendo utilizado pelos partidos de oposição para fustigar o governo. Isso não é sadio. Não sei qual será o limite”, revelou.
Postagens mais antigas Página inicial

Atenção

* O SITE JV HOPE NOTICIAS- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião do JV HOPE NOTICIAS

ATENÇÃO

Redação: O site JV NOTICIAS é um veículo comunicação independente com notícias do Brasil e do Mundo. Nossa missão é levar ao público a verdade dos fatos, sempre com informações de fontes seguras e confiáveis para você formar sua própria opinião.

Comentarios

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JV noticias. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JV noticias poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. . Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados

Atenção: Violência sexual contra criança e adolescente é crime!

Atenção: Violência sexual contra criança e adolescente é crime!
Ligue para o número 100, do Disque Denúncia Nacional
Copyright © JV NOTICIAS | Suporte: JV NOTICIAS