quarta-feira, 26 de maio de 2021

Tiroteio em San José, na Califórnia, deixa 8 mortos; criminoso também morreu Motivação para o crime é desconhecida. Segundo autoridades, homem considerado suspeito de ter cometido crime era um funcionário da empresa de transporte público onde ocorreram os

 

Um assassino abriu fogo em um pátio de VLT nesta quarta-feira (26) em San Jose, na Califórnia, informou a polícia, em mais um caso de violência com armas nos Estados Unidos. Oito pessoas morreram. A pessoa considerada suspeita de ter cometido o crime também morreu.

Segundo o porta-voz do Xerife do Condado de Santa Clara, Russell Davis, o autor do crime era funcionário da Valley Transportation Authority, responsável pelo sistema de VLT e ônibus na região de San Jose. As autoridades não divulgaram a identidade dessa pessoa considerada suspeita.

Policiais isolam pátio de trens onde ocorreu assassinato em massa em San Jose, Califórnia (EUA), nesta quarta (26) — Foto: Peter DaSilva/Reuters

Os investigadores ainda apuram a motivação para o crime e o tipo de arma utilizada. Também não está claro se o assassino foi morto em troca de tiros com forças de segurança ou se morreu de outra forma.




Em mensagem nas redes sociais, o prefeito de San Jose, Sam Liccardo, lamentou o crime:

"Nossos corações sentem a dor pelas famílias daqueles que perdemos nesse tiroteio horrível".

É o segundo assassinato a tiros em massa no condado de Santa Clara em menos de dois anos. Em julho de 2019, um homem matou três pessoas e se matou em seguida durante um festival em Gilroy, perto de San Jose.

'Epidemia de violência'

No sábado (22), um tiroteio em uma festa em Nova Jersey deixou duas pessoas mortas e ao menos 12 feridos.

Em abril, o presidente americano, Joe Biden, havia anunciado uma série de medidas de controle contra o que ele classificou na ocasião como uma "epidemia de violência com armas de fogo" nos Estados Unidos.

“A violência com armas de fogo neste país é uma epidemia. E é uma vergonha internacional", disse Biden. "É uma epidemia, pelo amor de Deus, e tem que acabar."

Antes de apresentar uma série de ordens executivas, o presidente democrata também classificou a violência armada nos EUA como uma "crise de saúde pública" que onera os cofres públicos em cerca de US$ 280 bilhões anualmente.

Veja, abaixo, algumas das medidas anunciadas:

  • aumento de restrições às chamadas "armas fantasmas" e acessórios para armas comuns;
  • incentivo aos estados para removerem temporariamente o porte de armas para pessoas que representem riscos a si mesmos ou a outros;
  • acompanhamento maior sobre o tráfico de armas de fogo;
  • e investimento em programas de intervenção dentro de comunidades com altos índices de violência.
  • fonte:https://g1.globo.com/
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

SITE EM CONSTRUÇÃO todos sejam bem vindos AO NOSSO SITE SE EM NOSSO SITE ESTIVE ALGUMA IMAGEM COM DIREITOS AUTORAIS POR GENTILEZA ENTRE EM CONTATO COM o(21)998742732 PARA DELETAR A IMAGEM ou faremos uma parceira SITE SEM FINS LUCRATIVO
Redação: O site HOPENOTICIAS é um veículo comunicação independente com notícias do Brasil e do Mundo. Nossa missão é levar ao público a verdade dos fatos, sempre com informações de fontes seguras e confiáveis para você formar sua própria opinião.

Postagem em destaque

Boris Johnson cita Salmo ao ser questionado sobre sua fé: `O tolo diz que Deus não existe´ O primeiro-ministro do Reino Unido citou um texto da Bíblia ao responder a um repórter sobre sua crença em Deus

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, citou um texto da Bíblia ao responder a um repórter sobre sua crença em Deus, durante a c...

Ajude-nos a manter esse site

Ajude-nos a manter esse site
Obrigado pela sua colabortação ADM GERAL DA PAGINA SUA COLABRAÇÃO E IMPORTANTE $0,50 1,00

Pesquisar este blog

SIGA-ME

SIGA-ME
SEJA UM SEGUIDOR

Tradutor